web analytics
RECEITAS SIMPLES
PORTUGAL

A paixão pela comida e por cozinhar levou à criação deste site de Receitas Simples e deliciosas. Aqui partilhamos algumas das nossas favoritas para que possa impressionar familia e amigos com receitas fáceis de executar.

Comentários recentes
    Receitas

    Os melhores doces conventuais de Portugal

    on
    Março 16, 2022

    Todos sabem que Portugal tem uma forte relação com a religião, especialmente a Católica. Mas o que muita gente não sabe é que isto se deve ao facto que está extremamente conectada à pastelaria Portuguesa, que é um dos tipos de pastelaria mais adorada no mundo e com otimos produtos dos Mosteiros. Mas como é que a religião e doçaria podem estar tão conectados um com o outro?

    Por volta do século XVIII e XIX, o país era um dos maiores produtores de ovos de toda a Europa, e costumava exportar as claras para outros locais (é dito que as claras eram utilizadas no processo de fabrico de vinho branco e também para limpar as roupas das pessoas ricas!).

    No início, as gemas de ovo eram deitadas fora ou utilizadas para alimentar os animais, mas tudo mudou quando enormes quantidades de açúcar começaram a chegar a Portugal vindas das colónias portuguesas. As gemas de ovo e o açúcar são misturados juntos e são a fundação da pastelaria Portuguesa.

    Naquela época, Portugal possuia bastantes conventos, mosteiros e outras instituições religiosas. As freiras costumavam cozinhar diferentes receitas como forma de passar o tempo e acabaram por melhorar muitas delas, e é por isso que a pastelaria Portuguesa é conhecida como “Doçaria Conventual” e são famosos produtos de mosteiros. Tinham muitas gemas de ovo  e açúcar à mão, por isso foi criada uma versão tão diferente com essa mistura. Quando, no século XVIII, as ordens religiosas foram extintas, as freiras e frades costumavam vender os doces de forma a angariar dinheiro para se sustentarem assim como com a produção de licores e digestivos. Eles espalharam as receitas com as pessoas que costumavam ajudá-los e a assim pastelaria Portuguesa se tornou o que é hoje!

    Cornucópias, Barrigas de Freira, Castanhas Doces, Pudim de Abade, Sopa Dourada, Toucinho do Céu, Papas de Anjo, Trouxa de Ovos, Pastéis de Lorvão, Pastéis de Tentúgal, Lampreia de Ovos, Pão de Rala… Existem diversos doces conventuais que é difícil dizer qual é o melhor.

    Jesuítas

    Este pastel tem um formato triangular e é feito com massa folhada, enchido com canela e doce de ovos com uma geleia crocante por cima. Algumas variedades colocam amêndoas por cima, por isso deve experimentar ambos e ver qual gosta mais!

    Toucinho do Céu

    Toucinho do Céu é um tipo de bolo feito com açúcar e amêndoas, misturada com creme de ovo (doce de ovos) e por vezes doce de gila (um tipo de doce feito de abóbora). O nome surgiu do facto de originalmente esta receita levava banha de porco como ingrediente.

    Papas de Anjo

    Feito com gemas de ovo e açúcar (A sério?), este é um dos mais famosos doces e também um dos mais difíceis de fazer! O seu nome é difícil de traduzir … apenas vá à Confeitaria do Bolhão (no Porto) e peça por um!

    Barriga da Freira

    Este doce, chamado “barriga da freira”, este é um dos mais tradicionais e está sempre por aí na altura do Natal. A massa é muito fina e peculiar, cheio de creme de ovo (doce de ovos) e amêndoas moídas. Come-se muito bem com Vinho do Porto!

    Castanha de Ovos

    O nome deste doce combina dois dos ingredientes mais tradicionais de Portugal: ovos e nozes! Estas pequenas bombas de açúcar são feitas com gema de ovo, açúcar, um bocadinho de água e farinha, e eles parecem-se com nozes muito típicas que comemos durante o inverno.

    TAGS
    RELATED POSTS